Download Anonymous acusam Kim Dotcom de ser dedu-duro

megaupload-kim-dotcom_500x320

Mais um capitulo da novela… Megaupload
Kim Dotcom, é um empresário alemão, conhecido por ser o fundador do site Megaupload. Site que foi retirado do ar pelo FBI.
Os grupos ativistas (Anonymous) parecem ter mudado de lado. Após mostrarem total apoio a Kim Dotcom durante o incidente que fechou o antigo Megaupload, o grupo ativista hacker agora acusa o empresário de ter “dedurado” donos de outros sites de compartilhamento de arquivos. O movimento questiona a liberdade dele enquanto outros que cometeram o mesmo crime estão na cadeia.

“RELEMBRANDO”

 6 de Março de 2012

O criador do MegaUpload, Kim Dotcom, concedeu, esta semana, sua primeira entrevista após sair da cadeia, em Auckland, na Nova Zelândia. Kim foi preso em meio a uma operação que envolveu o uso de helicópteros, carros táticos e dezenas de policiais.
Acusado pelo FBI de promover a pirataria em massa e ficar milionário à custa do desrespeito às regras de proteção autoral, Kim defendeu-se das acusações e atacou gigantes da web, como o Google.

POR FAVOR, USE O SISTEMA DE LEGENDAS DO YOUTUBE. SABEMOS QUE É RUIM, MAS É ISSO QUE TEMOS PRA HOJE!

Os trechos mais importantes desta entrevista, você confere abaixo:

Acusações do FBI

“Sou um bode expiatório. Tenho um passado hacker, não sou americano, não tenho US$ 50 bilhões na conta bancária. As acusações contra mim são insanas. Dizem que o Megaupload causou prejuízos de 500 bilhões aos estúdios. É totalmente bizarro isso, pois a indústria americana fatura por ano US$ 20 bilhões. Você realmente acredita que se os estúdios tivessem prejuízos bilionários ficariam sentados, sem nos processar?

Ataque ao Google

“A Viacom processou o Google por pirataria e o Google venceu baseado no fato de que ele não pode controlar o que seus usuários postam na web. Por que com o MegaUpload é diferente? Há diversos serviços na internet que fazem o mesmo que a gente, como o MediaFire, um site americano, hospedado dentro dos Estados Unidos, o RapidShare e até o SkyDrive, da Microsoft. Dizem que o Google entrará no mercado de compartilhamento, como o G Drive. Então, não sou criminoso. Todos estamos no mesmo negócio, que é oferecer soluções para armazenar arquivos”.

Origem de sua fortuna

“Sou um inovador, criei um site que é popular e que as pessoas adoram. O MegaUpload solucionou um problema que os usuários tinham para enviar arquivos grandes uns para os outros. Você não precisa comprar um servidor para trocar arquivos legais, pode usar nossa infraestrutura.. e de graça. O dinheiro que ganhei é fruto do meu trabalho, da minha competência. Não sou um criminoso, não há nada ilegal no que faço”.

Dias na cadeia

“O que mais me preocupou durante todo o tempo em que estive preso foi minha família, seu sofrimento com as notícias a meu respeito. Foi tudo uma grande surpresa para mim, pois ao longo de sete anos de MegaUpload fomos processados uma única vez e não por um estúdio. Temos acordo com 180 empresas, entre elas a Microsoft e vários estúdios. Estes parceiros têm acesso direto a nós e podem denunciar conteúdos ilegais hospedados no MegaUpload, que são prontamente removidos. Nós gastamos muito dinheiro com assessoria jurídica e sempre me disseram que nós estávamos seguros, dentro da lei. Então, esta prisão e as acusações de rei da pirataria foram uma grande surpresa”.

Conteúdo ilegal

“Eu não posso monitorar o que meus usuários fazem. As leis de privacidade não permitem isso. Se alguém manda um e-mail por meio servidor, não posso bisbilhotá-lo. Também não posso abrir seus arquivos e checar o que ele anda fazendo. Este é o dilema de muitos outros serviços na web. Nós não somos responsáveis pelo conteúdo dos usuários. O que acontece neste momento é que o FBI está tentando proteger os estúdios e me usando como bode expiatório. O que os estúdios não entendem é que seu modelo de negócios não vai funcionar mais no mundo de hoje, com as pessoas conectadas”.

Vídeos em protestos contra o governo a favor de Kim:

Mas a situação mudou depois disso…

Os Anonymous parecem ter mudado de lado. Após mostrarem total apoio a Kim Dotcom durante o incidente que fechou o antigo Megaupload, o grupo ativista hacker agora acusa o empresário de ter “dedurado” donos de outros sites de compartilhamento de arquivos. O movimento questiona a liberdade dele enquanto outros que cometeram o mesmo crime estão na cadeia.
De acordo com as informações do Anonymous, Kim e outros funcionários do Megaupload teriam colaborado com a investigação do governo norte-americano no combate contra a pirataria. Para eles, isso é inaceitável. O resultado foi a sugestão de um boicote ao Mega, novo serviço do milionário, e a revelação de que membros do grupo realizaram ataques que comprometeram a estabilidade da novidade.
Será que o Anonymous pode executar ataques mais sérios à estrutura do Mega? Vamos esperar para ver.